04 de fevereiroEspecialista explica os benefícios do exercício físico no tratamento do câncer

Dia Mundial de Combate ao Câncer é nesta terça-feira (4)

Os cânceres mais incidentes no Brasil este ano serão os de pele não melanoma, mama, próstata, cólon e reto, pulmão e estômago. O dado faz parte da projeção “Estimativa 2020” do Instituto Nacional de Câncer (INCA), do Ministério da Saúde. O Dia Mundial de Combate ao Câncer celebra 20 anos nesta terça-feira (4) e é uma oportunidade de levar informação sobre a doença para a população. A prática de hábitos saudáveis, como exercícios físicos, auxilia na prevenção e no tratamento do problema de saúde.

O profissional de educação física da Bodytech Tirol, em Natal, Ebert Barbosa, chama a atenção para o quadro de pessoas acometidas pela patologia. “Em grande parte dos casos, os pacientes que lutam contra o câncer tornam-se fisicamente inativos, devido ao mal-estar geral, à falta de apetite e aos regimes de tratamento exigentes como quimioterapia e cirurgias”, pontua.

Sobre os benefícios da atividade física para aqueles que já enfrentam a doença, Ebert diz: “muitos cânceres causam diminuição de peso, incluindo perda de massa muscular, fadiga e redução da capacidade física. Neste caso, o exercício físico é um grande aliado, resultando em avanços na autonomia e autoestima, melhorando o humor e o relacionamento social”.

Um dos benefícios que se pode destacar é o desenvolvimento da disposição da pessoa abatida pelo câncer. “O exercício físico ajuda na melhora da disposição controlando a fadiga e combatendo a diminuição da capacidade física, proporcionando maior autonomia nas atividades diárias do paciente, possibilitando dentro do possível um melhor e mais saudável período de tratamento”, explica Ebert.

Segundo o profissional, a prática de exercício físico no período de tratamento de um paciente com câncer precisa ser supervisionada e prescrita por um profissional de Educação Física, que irá agir em conjunto com o médico que está acompanha o paciente.

“A realização da atividade física durante o tratamento deve ser adequada a cada caso, sempre objetivando o bem-estar físico e mental do paciente, combatendo isolamento social que pode levar a um quadro depressivo. De modo geral, o exercício físico é um grande aliado na prevenção e tratamento contra o câncer além de muitas outras doenças, ele deve estar sempre presente em todas as etapas da sua vida”, orienta Ebert Barbosa.