28 de fevereiroEmpresa potiguar referência no segmento de RH expande serviços que otimizam processos e permitem maior lucratividade

Nos últimos anos, a Faceponto evoluiu a sua oferta de serviços e hoje almeja ser hub trabalhista para empresas e funcionários

Recentemente, a Fundação Getúlio Vargas (FGV) apresentou o resultado de uma pesquisa sobre tecnologia nas empresas que mostrou a relação de crescimento com investimento. A equação mostrou que marcas que apostam em tecnologia, em um período de dois anos, com apenas 1% de investimento, conseguem uma média de 7% de lucro apurado.

Presença no mercado de tecnologia nacional e internacional, e especializada em oferecer soluções para a gestão de pessoas no ambiente corporativo, a Faceponto tem trabalhado com uma sólida estrutura tecnológica abrangente, que atua automatizando uma série de processos essenciais para as empresas. O que antes era um software para ponto eletrônico, atualmente tem se expandindo para oferecer aos cliente uma gama mais completa de serviços.

Essa ampliação e otimização dos serviços inclui a gestão de entrega de Equipamentos de Proteção Individual (EPI), o manejo do módulo de Serviços Especializados em Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT), a assinatura digital de documentação de folha de pagamento, supervisão remota de colaboradores durante o horário de trabalho, entre outras funcionalidades essenciais para qualquer setor de Recursos Humanos.

De acordo com o CEO e um dos fundadores da Faceponto, Cássio Leandro, essas mudanças visam a melhor oferta de serviços aos clientes, bem como visam conquistar ainda mais espaço em mercados fora do estado e até do Brasil. “Tudo vem sendo feito com tecnologia própria e é fruto de muito trabalho. A Faceponto vem se estabelecendo como uma das principais plataformas de seu segmento, oferecendo uma gama de serviços cada vez maior aos usuários”, explica.

O realinhamento da proposta de valor da empresa resultou em um mix de serviços robusto, acelerando o processo que reconhece a Faceponto como um hub (ou centro de operações) do trabalhador. “Essa mudança já está sendo percebida pelos clientes, que se beneficiam dos novos recursos oferecidos e não pagam a mais por isso”, lembra Cássio.

O reposicionamento da empresa também está sendo refletido em seu branding, com um discurso alinhado e perceptível pelos investidores. Essa nova abordagem abriu portas para a participação em grandes eventos internacionais nos últimos anos, destacando a Faceponto como uma solução completa para o departamento pessoal de uma empresa pequena, média ou grande.

A Faceponto ainda visa oferecer redução de custos na gestão de equipes, independentemente do aporte do negócio, oferecendo ganhos para as empresas e funcionários.